Parque Estadual da Serra do Mar (núcleo Picinguaba) e Quilombo da Fazenda

  Criado em 1977 e ampliado em 2010, o Parque Estadual Serra do Mar (PESM) é a maior Unidade de Conservação de toda a Mata Atlântica. Seus 332.000 hectares protegem 25 municípios paulistas, conectando as florestas da Serra do Mar desde o Rio de Janeiro e Vale do Ribeira, até o Paraná.

  Suas escarpas dominam a paisagem do litoral paulista, suas florestas abrigam e protegem centenas de espécies de aves e outros animais ameaçados, como felinos e primatas. Entre jequitibás, jatobás, uricuranas, canelas, cedros, manacás-da-serra, guanandis, guapuruvus e palmeiras-juçara, abrigam-se a onça pintada, onça-parda, mono-carvoeiro, bugio, jaguatirica, anta, paca, quati, lontra, tucano-de-bico-preto, tucano-de-bico-verde, araçaris, araponga, jacu-açu e centenas de outras aves.

  Devido à sua enorme extensão, o PESM é gerenciado por meio de onze núcleos administrativos: Bertioga, Caminhos do Mar, Caraguatatuba, Cunha, Curucutu, Itariru, Itutinga Pilões, Padre Dória, Picinguaba, Santa Virgínia e São Sebastião. Cada núcleo possui suas características, formando um mosaico de paisagens, biodiversidade, interação social e preservação ambiental.

  O núcleo Picinguaba foi criado em 1979, a partir da incorporação da Fazenda Picinguaba ao PESM. Desta forma, os ecossistemas de restinga, manguezal, praia arenosa, mata de encosta e costão rochoso passaram a fazer parte do ambiente natural protegido pela UC (Decreto Estadual 13.313 de 06/03/1979), atualmente, o núcleo Picinguaba contempla uma área de aproximadamente 47.500 ha, abrangendo 80% do território do município de Ubatuba, litoral norte do Estado de São Paulo.

  Localizado na Região Hidrográfica da Vertente Litorânea, conta com paisagens que vão desde a costa marinha até as escarpas da Serra do Mar, protegendo cinco belíssimas praias, na região norte de Ubatuba: Cambury, Brava do Cambury, Picinguaba, Fazenda e Brava da Almada.

  Além da riqueza natural, o núcleo tem como uma de suas principais características, a presença de comunidades tradicionais como a Vila de Picinguaba, Cambury, Sertão da Fazenda e Sertão do Ubatumirim, onde ainda é possível vivenciar as culturas tradicionais caiçara, indígena e quilombola, seus estreitos laços com a mata e o mar e a busca da sustentabilidade por meio do turismo de base comunitária.

  O Bairro Sertão da Fazenda, onde hoje reside a Comunidade do Quilombo da Fazenda fazia parte da antiga “Fazenda da Caixa”, que remonta ao fim do século XIX. Com o falecimento da proprietária, Maria Alves de Paiva, no ano de 1884, seu testamento declarava o desejo de libertação dos escravos, para que pudessem habitar certas áreas da fazenda.
  Em 1979, com a construção do trecho Ubatuba–Paraty da rodovia Rio–Santos, o quilombo foi anexado ao PESM. Já no ano de 2005, ele recebeu o reconhecimento da Fundação Palmares como remanescente de quilombo.

 

​Disciplinas abordadas: Antropologia, Biologia, Ecologia, Física, Geografia, Geologia, História e Sociologia.

Nível: Ensino Fundamental I, Ensino Fundamental II, Ensino Médio e Ensino Superior.

Entre em contato com a nossa equipe para que possamos enviar o projeto detalhado (clique aqui).

O Bicho Biotrips Estudo do Meio, Educação Ambiental e Permacultura

 

Rua Bela Cintra, 450 - Consolação

01415-000 - São Paulo / SP

(11) 2236-4626

(11) 97373-1913

 

E-mail: contato@obichobiotrips.eco.br

Redes Sociais

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Trip Advisor Social Icon
  • YouTube ícone social

2020 - Todos os direitos reservados - O Bicho Biotrips Ecoturismo LTDA.

Trilha da Praia Brava da Almada

Iniciaremos as atividades no costão rochoso da Praia da Fazenda, passando por trechos de mata de encosta, pela Praia de Conchas (Saco das Taquaras) e chegando à Praia Brava da Almada. É uma das cinco praias inseridas e protegidas no Núcleo Picinguaba do PESM. Praia praticamente deserta, de rara beleza selvagem que, como o nome já diz, apresenta fortes ondulações.