11 97373-1913

Parque Estadual Cantareira (núcleo Pedra Grande)

O Parque Estadual Cantareira tem aproximadamente 7.900 hectares e foi criado em 1963, dividido em quatro núcleos (Águas Claras, Cabuçu, Engordador e Pedra Grande), que estão inseridos nos municípios de São Paulo, Guarulhos, Mairiporã e Caieiras. Sendo assim, possui uma das maiores áreas de floresta em regiões urbanas de todo o mundo.

Essa Unidade de Conservação (UC) abriga um dos maiores remanescentes de Mata Atlântica da Região Metropolitana, e de extrema relevância ecológica para a cidade de São Paulo. Foi declarado parte da Reserva da Biosfera do Cinturão Verde da cidade de São Paulo pela UNESCO em 1994.

Cantareira foi o nome dado a serra pelos tropeiros que faziam o comércio entre São Paulo e as outras regiões do país, nos séculos XVI e XVII, devido à grande quantidade de nascentes e córregos encontrados na região. Era costume, na época, armazenar a água em jarros de barro, os cântaros, e o apoio usado para guardá-los, chamava-se Cantareira.

É considerada uma Unidade de Conservação de Proteção Integral (onde é permitido somente o uso indireto de seus recursos), por esse motivo é destinado para manutenção dos sistemas biológicos, a pesquisa científica, educação ambiental, estudo do meio, ecoturismo e o lazer. O local abriga diversas espécies de animais e vegetais, inclusive algumas que estão ameaçadas de extinção.

O núcleo Pedra Grande foi o primeiro a ser aberto ao público, em 1989. Seu grande destaque é a Pedra Grande, um afloramento rochoso de granito, mirante natural com aproximadamente 1.010 m de altitude, que possibilita a vista panorâmica de parte da cidade de São Paulo. O Museu da Pedra Grande é outro atrativo, complementar à Pedra Grande. Foi inaugurado em 1971 e abriga uma maquete do parque de 1937.

Antropologia, Biologia, Ecologia, Geografia, Geologia e História.

DISCIPLINAS ABORDADAS: 

Ensino Fundamental I, Ensino Fundamental II, Ensino Médio e Ensino Superior.

NÍVEL: