11 97373-1913 / 11 98118-0991

TURISMO DE BASE COMUNITÁRIA

O Turismo de Base Comunitária (TBC) é um conceito de visitação turística organizada e gerida pela própria comunidade local, sendo realizada principalmente em Comunidades Tradicionais inseridas ou no entorno das Unidades de Conservação. O TBC tem como objetivo o fortalecimento da comunidade na luta do reconhecimento e demarcação do seu território de origem, proporcionando autonomia, valorização dos costumes e tradições, manutenção dos saberes ancestrais e o protagonismo no desenvolvimento do turismo comunitário ordenado e sustentável, gerando renda para os moradores, valorizando as riquezas naturais, culturais e históricas de cada Comunidade Tradicional visitada.

As atividades do TBC possibilita a comunidade de relatar a sua própria história, mostrando as características mais significativas e especiais do seu território, apresentando aos visitantes outros modos de viver e se relacionar com os recursos naturais, além dos desafios de habitar regiões, em muitos casos, remotas e sujeitas a diferentes pressões e ameaças. Também é uma forma de evidenciar histórias de luta, de resistência e permanência das Comunidades Tradicionais em seus territórios de origem.

O foco é promover um turismo mais justo, que coloque a comunidade local no protagonismo e gestão em todas as etapas da visitação (planejamento, implantação e monitoramento), dando a real oportunidade das comunidades receberem boa parte das receitas geradas pelas atividades turísticas. Para as comunidades, além de gerar renda, o TBC promove a valorização da cultura local, fortalecendo o senso de identidade da comunidade. Também é uma forma de dar visibilidade a essas culturas para que tenham cada vez mais voz e respeito em nossa sociedade. 

O protagonismo comunitário é um dos elementos centrais na concepção e desenvolvimento das iniciativas do TBC. Envolve o processo de organização interna das comunidades e de articulação externa para atuar nas experiências. Estamos falando da atuação crítica e autônoma das comunidades locais, capazes de se articular e participar ativamente dos espaços de tomada de decisão, apontando caminhos e soluções para melhoria e transformação da realidade social.

O visitante que escolhe esse tipo de vivência encontra uma experiência autêntica, longe da padronização do turismo de massa. A imersão em uma comunidade tradicional proporciona novos aprendizados, podendo transformar a visão de mundo de quem participa das atividades, pois oferece aos participantes conhecerem uma nova cultura e a troca verdadeira com os moradores que ali vivem. As Comunidades Tracionais, em sua maioria, têm grande respeito e cuidado com a natureza, logo são uma inspiração para que os participantes adquiram uma nova relação com o meio ambiente natural.