11 97373-1913 / 11 98118-0991

Ciclo de Cursos de Meliponicultura (Castas e estrutura das colônias das Abelhas Nativas sem Ferrão – módulo 2)

Ciclo de Cursos de Meliponicultura (Castas e estrutura das colônias das Abelhas Nativas sem Ferrão – módulo 2)

Horário e local

16 de jul. 10:00 – 15:00

O Bicho que Planta, Av. Los Alamos, 322 - Los Álamos, Vargem Grande Paulista - SP, 06730-000, Brasil

Sobre o evento

No módulo 2 do Ciclo de Cursos das Abelhas Nativas sem Ferrão, serão abordados os seguintes assuntos: Estrutura das colônias, Biologia da colônia, Divisão de castas dentro da colônia e as suas funções; Reprodução, formação de operárias e rainhas; Sistema de defesa da colônia; Busca por alimento e polinização.

Após a parte teórica, teremos uma Oficina onde iremos aprender a confeccionar potes e lâminas de cera.

SOBRE O CURSO

Dando continuidade ao ciclo de cursos sobre as abelhas indígenas nativas sem ferrão, no dia 16 de julho, falaremos sobre Castas e estrutura das colônias das Abelhas Nativas sem Ferrão.

Em nosso maravilhoso planeta existem entre 20 e 30 mil espécies de abelhas registradas, ou seja, os meliponíneos podem ser entendidos como as espécies de abelhas que são desprovidas de ferrão, também conhecidas como meliponas. Na verdade, o ferrão é atrofiado, mas elas são capazes de se defender usando outros mecanismos.

Todos os módulos serão realizados no espaço O Bicho que Planta, localizado na Estrada de Caucaia do Alto. Fica pertinho de São Paulo, não perca a oportunidade de conhecer as abelhas nativas sem ferrão. O Bicho que Planta foi idealizado com a missão de oferecer cursos, oficinas, palestras, visitas monitoradas, prática de Yoga, imersões, vivências e capacitação de pessoas nas áreas das Ciências da Terra (Física, Química, Geografia, Geologia, Geociências, Ecologia e Biologia), conhecimentos ancestrais de Comunidades Tradicionais (Antropologia), Agroecologia e a Permacultura.

Para compreendermos a importância, precisamos falar sobre a sua distribuição geográfica. No mundo existem 404 espécies de abelhas sem ferrão, no qual aproximadamente 300 espécies são encontradas no Brasil. Ou seja, 3/4 das abelhas sem ferrão estão em nosso território. Por esse motivo, temos a obrigação de proteger e manter a biodiversidade, mas devido ao uso indiscriminado de agrotóxicos, expansão das monoculturas e desmatamentos, as populações de abelhas indígenas sem ferrão vêm entrando em declínio e precisam ser protegidas.

A primeira coisa que vem em mente quando se fala nas abelhas é o ferrão ou mel. Mas o mel é apenas um subproduto do trabalho desses fascinantes animais. Graças ao seu trabalho que mais de 80% das plantas e mais de 70 % dos alimentos do mundo são produzidos em razão da polinização.

Acreditamos que ser guardião não é apenas possuir um enxame, mas sim guardar e proteger os enxames que se encontram instalados naturalmente em seu caminho ou entorno. Porém, entendemos o desejo de muitos em ter um enxame em sua própria casa, tanto para admirar esses preciosos e importantes animais, quanto para a retirada e consumo do mel. Mas o principal e fundamental serviço ecossistêmico que elas exercem ao meio ambiente natural é a polinização.

Em todos os casos, conhecer os detalhes do comportamento das abelhas indígenas nativas sem ferrão é essencial para o sucesso do trabalho de um guardião.

Justamente por isso, O Bicho Biotrips Estudo do Meio, Educação Ambiental e Permacultura em parceria com a ONG SOS Abelhas sem ferrão vêm oferecer o Ciclo de Cursos de Meliponicultura (módulo 2) onde o foco serão as Castas e estrutura das colônias das Abelhas Nativas sem Ferrão.

Ingressos

Preço

Qtd

Total

  • À partir

    R$120

    + taxa de serviço de R$3

    Pode ser dividido em até 12x no cartão de crédito (com juros)

    R$120

    + taxa de serviço de R$3

    0

    R$0

Total

R$0

Compartilhe esse evento