11 97373-1913 / 11 98118-0991

Parque Estadual Carlos Botelho

Parque Estadual Carlos Botelho

Horário e local

02 de jul. 06:00 – 20:00

Parque Estadual Carlos Botelho, São Miguel Arcanjo

Sobre o evento

No dia 02 de julho, iremos visitar o Parque Estadual Carlos Botelho (PECB). Criado em setembro de 1.982, o PECB é abrigo de diversas plantas e animais, com algumas espécies ameaçadas de extinção como Jacutinga, Onça-pintada, Anta e a Palmeira-juçara. Além disso, o parque é o habitat da maior família de Mono-carvoeiro, considerado o maior primata da América sendo também, o símbolo da Unidade de Conservação.

Localizado na região sudoeste do Estado, o PECB, se estende pelos municípios de São Miguel Arcanjo, Capão Bonito e Sete Barras, ocupando as porções territoriais mais altas da Serra de Paranapiacaba, com altitudes de até 1.010 metros acima do nível do mar. O Parque é um dos mais importantes refúgios da vida selvagem da região, constituindo-se num dos mais importantes e significativos corredores ecológicos que conecta os mais importantes remanescentes da Mata Atlântica do Brasil.

Encontra-se abrigada no Parque a maior população de Mono-carvoeiros, os maiores primatas da América. Dos aproximadamente 3.000 Mono-carvoeiros existentes no Brasil, mais da metade encontra-se no PECB. Essa espécie, ao lado de outras como a Onça-pintada, evidencia o grau de conservação dos ecossistemas inseridos no local.

Logo ao chegarmos ao PECB, seremos recepcionados pelos monitores locais, aonde os mesmos irão nos oferecer um café da manhã regional e logo depois irão fazer uma apresentação dessa belíssima Unidade de Conservação.

Após a apresentação do PECB pelos monitores, iremos conhecer o museu. O local conta com diversos animais silvestres taxidermizados, que é uma técnica de preservação da forma, da pele e do tamanho dos animais para manter a aparência que os mesmos tinham em vida. É uma técnica aplicada somente em animais vertebrados e seus registros mais antigos estão no Egito, por volta de 2.500 A.C.

A nossa primeira trilha será a Trilha das Bromélias, localizada ao lado da sede do parque, esta trilha é totalmente adaptada para portadores de necessidades especiais, em seu percurso podemos encontrar diversas espécies de bromélias e orquídeas, é o local ideal para a interpretação ambiental das epífitas. A trilha adentra a mata, numa área sombreada e com temperatura agradável. Há uma área de descanso e de contemplação da natureza, com 390 metros de extensão e nível baixo de dificuldade.

Logo depois faremos a Trilha da Canela, com vegetação secundária, apresenta estágio avançado de regeneração, destacando-se as 11 espécies de canelas no seu percurso, vale lembrar que no parque tem 19 espécies de canelas catalogadas no total. Por esse motivo a trilha recebe esse nome. É a trilha mais propicia para a observação do Mono-carvoeiro. Tem 2,0 km de extensão e nível baixo de dificuldade.

Após o almoço faremos a Trilha Represa/Fornos, é uma trilha tranquila e sem muitos declives. Passaremos por pontes e pequenas quedas d’água. Também conheceremos as ruínas dos fornos de carvão, que datam da época em que a madeira da floresta era retirada para tal fim. A mata é secundária em estado avançado de regeneração. Durante o retorno, seguimos para o outro lado da intersecção da trilha até a represa, tem 4,0 de extensão e nível médio de dificuldade.

Para finalizarmos as nossas atividades, iremos conhecer o Rio Taquaral, com vegetação secundária, o local é propicio para um banho de rio. Para chegar até lá, é necessário percorrermos um trecho da estrada parque, a estrada foi construída para uma maior segurança da travessia da fauna local.

Ingressos

Preço

Qtd

Total

  • À partir

    R$320

    + taxa de serviço de R$8

    Pode ser dividido em até 12x no cartão de crédito (com juros)

    R$320

    + taxa de serviço de R$8

    0

    R$0

Total

R$0

Compartilhe esse evento